Rai de Almeida e artistas se reúnem com Secretário de Cultura e Turismo

Rai de Almeida e artistas se reúnem com Secretário de Cultura e Turismo

Encontro contou com presença de representantes de diversos segmentos da cultura piracicabana.

Nesta quarta-feira, 27, a vereadora Rai de Almeida (PT) esteve em reunião com o Secretário de Cultura e Turismo Adolpho de Queiroz. Junto à vereadora, artistas e fazedores de cultura de diferentes segmentos artísticos e culturais da cidade – dentre eles: Antonio Chapéu (teatro), Bruna Caritá (produção cultural), Bruna Ephifanio (artes audiovisuais), Giulia Zem (artes visuais) e Maicon Araki (música popular) – deram peso e representatividade à reunião.

Apresentando o grupo, Rai iniciou a conversa dizendo ao novo secretário que ele deve procurar abrir um diálogo franco com artistas de Piracicaba a fim de se pensar a cidade a partir de um novo ponto de vista – valorizando-se, dessa forma, o lugar onde as pessoas moram e vivem, lembrando-se assim que a cultura tem um papel determinante na vida de todos os cidadãos e cidadãs, e que a cultura e a educação andam de mãos dadas na construção de um lugar de “bem-viver”.

Também nesse sentido, a vereadora reforçou a ideia da construção de um governo que pense em políticas públicas inclusivas para a área da cultura – valorizando-se sempre a pluralidade do fazer cultural em sua essência democrática, antirracista, contra a homofobia, contra o machismo e contra toda forma de opressão.

O secretário Adolpho Queiroz disse à vereadora e aos participantes que “a casa” está aberta e que a secretaria é “nossa”. Segundo ele, o novo prefeito deu um prazo aos novos secretários, até aproximadamente o dia 10 de março, para que eles entreguem as diretrizes das pastas para os próximos 4 anos.

Como responsável pela área da cultura, o secretário afirmou que leu o Plano Municipal de Cultura e que está elencando as principais ações a serem implementadas a partir dele – levando-se também em conta um levantamento prévio de custos e a ideia de se equilibrar as atividades que acontecem no espaço do Engenho com outros espaços da cidade, prestigiando-se assim as/os artistas de todos os segmentos e regiões de Piracicaba.

A vereadora sugeriu que as propostas para a área sejam construídas com a participação das/os artistas, possibilitando-se com isso que a cultura seja “construída de baixo para cima”. Rai lembrou também que Piracicaba é uma referência na área da cultura, e que a “arte gera abundância, gera riqueza em diversos aspectos”.

Nesse sentido, Rai alertou também para a necessidade da construção do PPA neste momento, e reafirmou a importância da implantação do SIM – Sistema de Indicadores e Monitoramento – e de ações estruturantes para a área, como o cadastramento dos artistas e planejamento da pasta. Usando o exemplo dos artistas que não tiveram acesso a Lei Aldir Blanc, Rai sugeriu que a secretaria ofereça cursos de formação para os artistas – em diversas áreas, incluindo-se aí a legal. Rai falou também sobre a importância da Rádio Educativa – e propôs um debate em torno da ideia de que a Secretaria de Cultura posso estar cada vez mais vinculada a essa rádio.

Dentre as demandas das/os artistas presentes surgiram várias ideias de ocupação dos espaços públicos por grupos artísticos, de intervenções artísticas e culturais em locais públicos e da valorização de artistas que ainda são “desconhecidos” pela população, e da arte que é desenvolvida por artistas populares. “Pensar-se a arte do centro para a margem, ter-se a visão de que a periferia borbulha cultura” é uma questão que a vereadora e os artistas e as artistas presentes relembraram ao secretário.

Outra questão levantada no encontro foi o fortalecimento do Conselho de Cultura – espaço de representação das diversas linguagens e da sociedade civil, e que tem um papel preponderante na construção das políticas públicas para a área. Rai ainda lembrou de alguns projetos importantes e que foram abandonados pelas gestões tucanas, como o “Som do Meio Dia”. Segundo a vereadora, projetos como esses são importantes pois, além de levarem música e cultura à população de maneira democrática e participativa, também geram renda as/os artistas e aos comerciantes da região.

Por fim, Rai ainda lembrou ao secretário sobre a pandemia e a necessidade de a secretaria ser propositiva em ações que minimizem o sofrimento e as dificuldades da classe artística neste momento. A vereadora afirmou ainda que seu mandato quer e vai colaborar – apesar das divergências partidárias – com ideias e projetos que venham a contribuir com a cultura na cidade.

——————————

(fotos: Márcio Bissoli)

One thought on “Rai de Almeida e artistas se reúnem com Secretário de Cultura e Turismo

  1. Boa Rai. É importante lembrar que o grupo de artes plásticas é forte e que a Pinacoteca precisa de ser representada por um profissional que tenha formação superior em artes, que tenha uma visao macro em artes e que não seja um artista que saiba apenas desenhar ou pintar. Precisamos de um.bom diretor artístico na pinacoteca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *