Por que o arroz está caro?

O Brasil é o maior consumidor de arroz do mundo, depois dos países asiáticos. Estamos falando de cerca de 169 milhões de brasileiros que consomem 42 kg de arroz ao ano (segundo dados da UFPEL). Isso significa que cada brasileiro consome cerca de 115 gramas de arroz ao dia. Ou seja, e como é de conhecimento de todos, o arroz compõe o alimento básico no Brasil –  e está presente diariamente na dieta alimentar brasileira.

Sendo um alimento importante, o estado brasileiro criou um mecanismo de controle de abastecimento chamado “Estoque Regulador” – que teria a função de regular os estoques de arroz e os alimentos da cesta básica. Então, afinal por que o preço do arroz subiu de maneira exponencialmente para o consumidor final?

Segundo nosso excelentíssimo presidente e seus asseclas, as razões são o aumento do consumo e aumento da exportação. Pois bem, o total de arroz consumido no Brasil é na ordem de 5.746 milhões de toneladas ao ano. Mas o Brasil produz 12 Milhões de toneladas ao ano (mantendo-se constante esse total de produção desde o ano 2000). Então, onde está o problema central?

Elenquemos.

1- A violenta redução do estoque regulador de arroz, saindo de 1.629 milhão de toneladas/mês, em 2015, para 22 mil toneladas/mês em 2020. Isso tirou do estado o poder regulador de preço e abastecimento.

2- Política econômica equivocada do governo atual , não atuando ele de maneira ordenada na questão do câmbio e deixando o Real desvalorizar-se em relação ao Dólar de forma exagerada para privilegiar as exportações.

3- A distribuição do arroz está nas mãos de grandes grupos econômicos que trabalham o arroz na condição de Commodities e assim buscam maximizar os lucros no mercado de capitais.

4- Diante do ambiente de escassez forçada do produto, os varejistas de alimentos trabalham para cima a imagem de preço do produto ao consumidor, chegando ao vergonhoso intervalo de preço do pacote de 5kg de arroz de R$25,00 a R$45,00.

Portanto, é uma falácia colocar a culpa no consumidor – pois teríamos que considerar que o brasileiro aumentou seu consumo diário de 100 grama de arroz/dia para 500 grama de arroz/dia.

Fruto de uma política econômica com perspectiva liberal, o aumento de preço dos alimentos ocorreria de qualquer forma – como está ocorrendo. Esse aumento do preço do arroz (mesmo em tempos de inflação e juros Selic em baixa) dialoga com a lógica liberal de deixar o mercado controlar tudo. Porém, o mercado, na ótica liberal, controlado por grandes grupos financeiros que sustentam a financeirizaçao da economia e agem na lógica do “capital improdutivo”, em vez de praticar o conceito de ” lucro ótimo” prefere, mesmo a custo do esmagamento do consumidor, praticar o ” lucro máximo”.

Resumo da história, lucro total nas mãos do mercado e falta de produtos e de dinheiro na mesa e nas mãos do povo.

Fleides Teodor de Lima é economista e professor no Instituto Federal campus Capivari.

(imagem de capa: meme de autoria desconhecida que circula pelas redes sociais.)

1 Comment on "Por que o arroz está caro?"

  1. Excelente e didático, esclarecedor. Muito bom esse artigo, parabéns ao autor.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*