Em live, Rai conversa com Irmã Bellato sobre golpe de 64

Em live, Rai conversa com Irmã Bellato sobre golpe de 64

Religiosa, que também é advogada, é membro da Comissão Brasileira de Justiça e Paz da CNBB, conselheira da Rede Social de Direitos Humanos e compõe o Grupo de Trabalho Araguaia.

O golpe militar de 64, seus crimes e seus traumas é o tema do bate-papo virtual que acontece nesta quarta-feira (31), a partir das 18h, na página da vereadora Rai de Almeida (PT) no Facebook. Para abordar a questão, a vereadora recebe para um cafezinho online a religiosa e advogada Irmã Sueli Bellato – que é membro da Comissão Brasileira de Justiça e Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, conselheira da Rede Social de Direitos Humanos e compõe o Grupo de Trabalho Araguaia (GTA).

Irmã Bellato, que faz parte da Congregação Nossa Senhora – Cônegas de Santo Agostinho – é graduada em direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie de São Paulo e desenvolve intensa atividade nas causas sociais, tendo trabalhado junto ao Ministério Público Federal na área dos direitos humanos e atuado em casos de referência nacional, como no processo contra os assassinos do ambientalista Chico Mendes.

A atividade tem como objetivo refletir sobre o que foi o golpe militar de 64 e sobre como ele deixou traumas profundos na sociedade brasileira, em especial em milhares em milhares de vítimas e famílias daqueles que, em oposição ao regime ditatorial e na luta pela democracia, foram torturados e mortos. Estrategicamente pensada para acontecer nesta quarta-feira (31), dia em que se relembra o golpe, a live evidenciará que, ao contrário do que prega o atual governo federal, não há absolutamente nada a ser comemorada nesta data.

“Lembrar, relembrar, fazer memória para que nunca mais passemos por algo semelhante novamente”, essa é – nas palavras da vereadora Rai de Almeida (PT) – uma das propostas que moveram a vereadora e seu gabinete na organização dessa atividade virtual sobre o golpe de 64. “Num momento em que vemos novamente nossa democracia ser constantemente ameaçada justamente por quem deveria defendê-la, é preciso, mais do que nunca, recuperarmos a história desse que foi um dos mais cinzentos e sangrentos momentos de nossa nação. Ditadura nunca mais!” – completa Rai.

O “Cafezinho com a Rai” – que durante este período de lockdown e restrição acontece sempre às segunda, quartas e sextas, às 18h – é mais uma forma encontrada pela parlamentar para continuar a estar em contato direto com os munícipes, conversando com eles sobre temas que envolvem a cidade e o país. “Uma vez que não podemos atender presencialmente em nosso Gabinete, por conta da pandemia e dos protocolos de segurança necessários, estamos com todos os nossos canais virtuais abertos e à disposição, seja pelas redes sociais, por email ou pelo nosso Whatssapp” – comenta Paulo Borges, chefe de gabinete da vereadora e que também participará do bate-papo desta quarta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *