Quem fez (e quem faz) o Diário do Engenho em 2019!

Site fecha 2019 com recorde de acessos e leituras.

Poucos anos foram tão marcantes no Diário do Engenho como este ano de 2019. Ano que entra para a história como ano do absurdo, do descalabro político, de aberrações presidenciais e ministeriais, de atentados explícitos contra os mais pobres e contra os direitos sociais, humanos, constitucionais, trabalhistas etc., 2019 exigiu que as ditas “mídias alternativas” se empenhassem ainda mais em tornar público muito do que a chamada grande mídia evita revelar e debater acerca da vergonhosa situação do país.

Pertencente ao universo “alternativo” da comunicação, o Diário do Engenho não fugiu à obrigação à qual humildemente se viu destinado e manteve-se atento aos principais fatos que assolaram o Brasil e também o mundo ao longo do ano – sempre buscando levar ao leitor opiniões sérias e avalizadas por professores, advogados, políticos, jornalistas e demais profissionais idôneos e reconhecidos em suas respectivas áreas.

Independente, progressista e sem recursos financeiros, o Diário do Engenho conta sempre com a maravilhosa contribuição e colaboração de um time que – preocupado com os rumos do país, deste (ainda e infelizmente) grande engenho colonial chamado Brasil – se voluntariou e se voluntaria na produção de conteúdo exclusivo e voltado para o que de mais importante acontece no cenário político nacional e também local da cidade de Piracicaba – sede do Diário.

Agradecendo a todos colaboradores e colaboradoras, colunistas, articulistas fixos ou eventuais, o Diário do Engenho despede-se desse ano cruel certo de que 2020 exigirá de todos nós muito mais esforços, dedicação e resistência!

Um forte abraço e que venha 2020!

Salve o time Diário do Engenho!

Alexandre Bragion: editor/fundador do DE.

Adelino de Oliveira: filósofo, doutor em filosofia pela Universidade de Braga-Portugal e professor no Instituto Federal campus Piracicaba. É co-fundador do DE.

Alexandre Gualazzi: advogado e professor de Direito do Trabalho na Universidade Metodista de Piracicaba.

Fleides Teodoro de Lima: professor de Economia e Gestão no Instituto Federal de São Paulo, campus Capivari.

Francine Ribeiro: graduada e mestre em Filosofia pela Unicamp, é professora de Filosofia no Instituto Federal campus Capivari.

Jean Goldenbaum: compositor, doutor em musicologia e professor no Centro de Música Judaica na Universidade de Hanover, Alemanha.

Oliver Mann: fotógrafo e professor na Universidade Metodista de Piracicaba.

Paola Goldenbaum: pedagoga e ativista social em Hanover/Alemanha, especialmente nas áreas de Direitos da Mulheres e Acesso à Educação. É membra dos grupos ‘Mulheres da Resistência no exterior’ e ‘Resistência Democrática Judaica’.

Raphael Gonzaga de Macedo: é doutor em História pela PUC-Campinas, escritor, curador e professor na Universidade Metodista de Piracicaba.

Wanderley Garcia: jornalista, fotógrafo e professor na Universidade Metodista de Piracicaba.

2 Comments on "Quem fez (e quem faz) o Diário do Engenho em 2019!"

  1. Aos amigos do Diário do Engenho, externo os meus mais sinceros e efusivos Parabéns, pelo trabalho e as reflexões aqui publicadas. Fruto do comprometimento e ativismo em prol de um Brasil mais justo e igualitário. E que 2020 seja de mais resistência ainda, estamos juntos. Abraços a todos e todas. Feliz Ano Novo.

  2. Fernanda Ferreira de Oliveira | 27 de dezembro de 2019 at 3:11 | Responder

    Jornal de qualidade

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*