Mamatas, Papatas e outras Tretas deste Brasil Rivotril

Haja Rivotril para encarar o Brasil! Se o mundo dá voltas, ora dessas a sanidade mental da nação deve passar de novo por aqui – oxalá, Deus queira! Que a nossa dose diária de Rivotril está gerando uma bela conta mensal nas farmácias deste país-manicômio – se está! Porque nossos ouvidos convertidos em penicos nacionais transbordam de hora em hora – e a tão sonhada luz no fim do túnel parece agora uma jamanta desgovernada vindo na contramão – jamanta não, um tanque de guerra que atropela o raciocínio mais banal enquanto toca “Für Elise,” de Beethoven, metamorfoseada em musiquinha de caminhão de gás. É isso! O Brasil virou um caminhão de gás pegando fogo ao som de “Für Elise.”

Mas, ao menos, a mamata acabou, caros leitores! A mamata já era. A moda agora é a papata: a mamata do papai! Claro! E nós somos lá cidadãos de bem que deixamos nossos filhos desamparados? Cruz-credo! Que repartir a pobreza é coisa de comunista! Papai que é papai dá logo filé mignon para a criançada – uma embaixada aqui, um estouro de milhões num cartão corporativo ali, um helicopterozinho da FAB para brincar de levar a família passear. Papata é de Deus, minha gente! A papata é muito melhor do que a mamata! Nepotismo? Nada. Nepotismo é coisa dessa gente ralé que gosta de pobre. Papata, não. (E quem gosta de pobre é sociólogo pé vermelho, não é?). Agora tudo mudou. Viva a papata! Papata é doação. Papata é só benção! E é pra louvar em pé, igreja! Aleluia!

Os velhos Sábios de Sião não são mais que anciãos. Quem sabe mesmo, hoje, é quem não estuda. Esses, sim, são gênios! Viva o fim da escola! Escola é perda de tempo nos novos tempos da nação. Afinal, Papai, em casa, é quem sabe das coisas! Afinal, escola é ideologia. Ciência é ideologia. Pesquisa é ideologia. Universidade é ideologia. O café com leite é ideologia. Cuidado! Não se deixe enganar! Na era da Papata, as ideologias estão à solta e podem te pegar quando menos você espera. Fique atento! Deu no Facebook que um homem foi atacado por uma ideologia de esquerda quando, sem querer, abriu a porta de casa para colocar o lixo na rua. Pimba! Veio a ideologia, coberta com um lençol vermelho, e o atacou. Agora, com medo, o homem não sai mais de casa, não manda mais os filhos para a escola e passa os dias assistindo a tevê Record. Cruz-credo! Record! Porque a Globo, comunista, recebe dinheiro do PT. Haja Ritrovil!

O melhor de tudo é que vimos renascer neste novo Brasil um dos grandes sucessos do Brasil de antanho: o FEBEAPA (o Festival de Besteiras que Assola o País). Grande Stanislaw Ponte Preta! Deixou seu legado! O Novo FEBEAPA está melhor que o antigo. (Com certeza, tá okay?). Temos de tudo! Temos Jesus na Goiabeira. Mamadeira de Piroca. Negação da ditadura. Terra plana. Temos embaixador dizendo que o aquecimento global não existe porque em Roma faz frio. Temos ministra dizendo que no Pará há violência sexual porque as mulheres não usam calcinha. Temos sinistro da educação brigando com índio e dizendo que o índio roubou a nossa terra. Temos risos que enxovalham a memória das vítimas da máquina de mortes do estado de exceção dos milicos de antanho. Temos “gente” dizendo que preservação do meio ambiente é coisa de vegano. Temos negação de dados do IBGE, de dados do INPE, da Fiocruz. Viva! O FEBEAPA é aqui! O Novo Festival de Besteira que Assola o país está mais vivo do que nunca. E muito melhor que o original!  

Mas não digam que as coisas não estão melhorando! Nada disso! Não torça contra – que torcida conta, é claro! O gás, por exemplo, o gás baixou! Viva! Grande conquista popular. Perdemos o petróleo, estamos entregando nossas reservas ecológicas ao mercado, estamos desmatando a Amazônia como nunca, estamos com 12 milhões de desempregados, sofremos cortes de bilhões na educação, estamos sem aposentadoria. Mas o gás baixou 1 real e oitenta centavos! Viva! Estamos no caminho certo – ou “serto”?

O Brasil dos Bozos é mesmo um caminhão de gás pegando fogo, mas com desconto.  Toquem a Für Elise!

3 Comments on "Mamatas, Papatas e outras Tretas deste Brasil Rivotril"

  1. Erich Vallim Vicente | 6 de agosto de 2019 at 0:43 | Responder

    Eu estou rindo e chorando ao mesmo tempo. Papata foi a melhor!!!

  2. Alê, seu texto nos faz rir, aquele riso nervoso de quem já não tem imaginação para antecipar a próxima insanidade que estará estampada no jornal…
    Meu amigo, que tempos são esses? Haja Rivotril…

  3. ERICA SCHIAVUZZO GUALAZZI SIGUIN | 6 de agosto de 2019 at 15:32 | Responder

    Com certeza, estava inspiradíssimo o nosso professor! Excelente! Nos arranca choros e risos!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*