Bruna Caritá e Escola Bauhaus: arte para quem é de arte!

Quem adentra pela primeira vez à pequena galeria da escola Bauhaus, em Piracicaba, não pode imaginar de imediato a grandeza das atividades culturais que nela acontecem. De vernissages a palestras acadêmicas, de ciclos de debates a instalações artísticas, de lançamentos de livros a exposições de obras de arte das mais variadas linguagens, de bate-papos filosóficos regados a cafés e a vinhos a pockets-shows pops e a recitais de música clássica, de cursos com artistas da cidade a work-shoppings com figuras renomadas, a galeria da escola Bauhaus contempla – como quase nenhum outro espaço em Piracicaba (incluindo os que são públicos) – uma gama de atividades culturais gratuitas e tão diversificadas que fazem dela uma das mais atuantes e representativas da região.

À frente de todos esses eventos culturais e comandando à Bauhaus com vitalidade, generosidade, beleza e leveza, Bruna Caritá vem se destacando e se notabilizando como uma das mais importantes personalidades do campo da programação, apoio e difusão da cultura local. Formada em Educação Física e Administração de Empresas, Bruna tem longa trajetória na área da educação, envolvendo os esportes e a cultura. Para Piracicaba, cidade onde vive, Bruna trouxe em 2015 uma filial da escola Bauhaus – cuja matriz, de propriedade de sua família, está localizada na cidade de Ribeirão Preto. Tanto em Ribeirão como em Piracicaba, a Bauhaus oferece cursos de arte em geral e também cursos superiores na modalidade de ensino a distância (EAD) – sendo que só no polo de Piracicaba a Bauhaus atende mais de 400 alunos.

De riso fácil, articulada, atenciosa e muito antenada ao que acontece na cena cultural, Bruna Caritá acolhe com interesse e sensibilidade o público que frequenta as aulas e os eventos da Bauhaus. Sem cobrar pelas atividades culturais que apoia, o trabalho de Bruna Caritá e de toda a equipe da Bauhaus – que vibra na mesma frequência de Bruna – cumpre uma função social que deveria ser, mesmo, a dos órgãos públicos da cidade: a de acolher os artistas, apoiá-los e divulgá-los dando estrutura para suas ações e atividades. Nesse sentido, não fosse o espaço e o apoio da Bauhaus e de sua equipe, muitos eventos culturais ocorridos por lá só no ano passado, por exemplo, não teriam onde acontecer. Para se ter uma ideia da quantidade de boas atrações que pela Bauhaus transitam, no ano de 2019 Bruna Caritá e a escola promoveram em sua galeria mais de 40 eventos culturais totalmente gratuitos e abertos ao público.

Dentre as atividades de 2019, cabe destacar os encontros sobre filosofia e arte – os “Filosofiartes: provocações com vinho”, evento que conta com grande presença de público e irmana pessoas interessadas em Literatura, Filosofia e Música. Também foram destaques no ano passado exposições como a do artista Rocco Caputo, o QueerPira (versão piracicabana do Queer Museu) e intervenções artísticas como a do Grupo dos Cêis (que envolve artistas de diferentes áreas da cultura). Além dessas, marcaram o ano 2019, dentre tantas outras atividades, eventos envolvendo biografias femininas e apresentações musicais de gênero variado.

Em tempos de ataque à cultura, de desgovernos – nos plano local, estadual e federal – a escola Bauhaus e Bruna Caritá tornaram-se portos seguros para quem resiste ao mar de lama que afunda cada mais a cidade de Piracicaba e o país num universo de boçalidade e atrocidades de todos os gêneros e de todas as áreas. Sem se envolver em questões políticas ou partidárias, mas focada no que é de valor na área cultural, Bruna merece, sem dúvidas, o título de destaque na cultura de Piracicaba em 2019 – e nos mostra como é possível promover a arte e os artistas de maneira franca, valiosa e responsável.

Durante a quarentena a galeria da Bauhaus encontra-se – evidentemente – temporariamente fechada. No entanto, sua programação cultural para o ano, à espera de novos tempos e momentos, está pronta para voltar a trazer ao público piracicabano o que de melhor acontece na cena local.

A escola Bauhaus fica na rua José Pinto de Almeida, 258.

(No cenário da matéria, fotos da exposição “Mãos”, do artista Rocco Caputo, realizada na Bauhaus em dezembro de 2019).

2 Comments on "Bruna Caritá e Escola Bauhaus: arte para quem é de arte!"

  1. Quero conhecer

  2. Quem a conhece não esquece jamais!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*