Acabou a pandemia, Piracicaba?

Tudo liberado. O piracicabano se autodeclarou esta semana livre do Novo Coronavírus. Escorado na gestão pública equivocada da cidade e no que dita o capital de comerciantes e associações comerciais, o piracicabano pôs fim à pandemia e se liberou para ir alegre às lojinhas do comércio, às igrejas e aos parques. Não faltam também no Facebook e Instagram aquelas fotinhos carinhosas com a família e amigos, feitas em novos encontros alegres e aglomerações agora sem risco. Viva! Bom saber que para acabar com a pandemia basta fingir que ela não existe. A lógica piracicabana é estupenda!

Tendo saltado para a fase amarela do plano estadual do pseudo-combate à pandemia – ou melhor, tendo se autoproclamado na fase amarela do plano de estadual de combate à pandemia – o piracicabano agora está feliz e a vida pode voltar “ao normal” de novo.

Pena que nada disso foi combinado com o vírus. E a pandemia segue firme e forte – contaminando e matando as pessoas. É decepcionante, confessamos, perceber que a limitação no exercício da reflexão intelectual é uma característica forte nos nosso cidadãos. Descrentes até mesmo de que a doença exista, muitos (talvez a maioria) exigiram e exigem a volta à “normalidade” de antes. E como as eleições para prefeito estão aí, nada melhor do que atender a vontade do povo.

Triste de quem, na linha de frente, nos hospitais, arrisca a vida no tratamento e cuidados da população contaminada e doente que segue negando o mal que a acomete.

Se é verdade que, como diz o ditado, “a doença ensina”. Então, o piracicabano ainda sofrerá muito – ao que parece.

Be the first to comment on "Acabou a pandemia, Piracicaba?"

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*