A Benção do Lugar

MahandomeDizem os sufis que quando viajamos buscamos, além do divertimento, a Báraka do lugar visitado.  Isto é, em todo lugar existe uma energia que nos renova e nos ajuda viver. É óbvio que não basta simplesmente viajar ou simplesmente mudar de lugar para se conseguir obter essa benção chamada Báraka. É necessário querer entender o funcionamento e ter consciência de, uma vez operada essa transformação no lugar visado, saber trazê-la para o seu lugar de vivência.

ChiQuando visito os lugares vividos de minha infância, procuro sentir a energia existente e, conscientemente, tento trazê-la para meu universo interior e aí cambiá-la de forma a senti-la interiormente e a transformá-la em Báraka. Na minha infância, na Rua Alferes José Caetano, próximo ao grupo Moraes Barros (Centro), sempre amei e curti o cinema. As minhas brincadeiras com os amigos eram com luz, lente e uma caixa de sapatos improvisada para projetar nossos filmes adquiridos dos projetistas do Cine Colonial, do Cine Politeama e São José (o Zelão), que nos forneciam pedaços de celuloide de películas quebradas durante a projeção. Também os desenhava em tiras de papel celofane branco e os projetava na parede, como obra de nossa criação.

A curtição era tanta que uma vez escrevi para Walt Disney pedindo orientação para produzir filme de desenho animado. A carta levou um ano para ser respondida e, certo dia, quando já havia esquecido dela, o correio chegou trazendo a resposta dos estúdios Disney. Não era instrução de produção, porém era um agradecimento a mim por tê-la escrita e ser fã das obras do mestre e, junto, um convite para visitar os seus estúdios.  Foi uma alegria total em meio a um pouco de tristeza, pois eu sabia que, filho de trabalhadores, teria pouca chance de fazer essa viagem e que teria que esperar muito para atravessar o continente para conhecer aquela maravilha. Porém, não deixou de ser algo, um sonho a ser alimentado e
buscado.

UniversalDepois de 50 anos, vi o meu sonho realizado. Pude conhecer de perto todo complexo dos estúdios Disney. Confesso que senti toda a emoção de minha infância agora, sendo realizada em companhia da terceira geração da família (meu Neto).  E, comigo, estava toda Báraka do meu lugar, do meu bairro, da minha memória e da minha cidade, recebendo a benção de outro lugar. Havia a energia, a força buscada, o evoluir, o sentir, a  transformação operando em cada parte do meu interior, e sabíamos e tínhamos consciência de que aquilo não era simplesmente um lugar e sim “o Lugar”. A infância do passado concretizada no futuro, ou melhor, no agora.
======================

DSC03608AAA

 

 

 

 

 

João Carlos Teixeira Gonçalves é professor dos Cursos de Comunicação da Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). 



advertisement

Be the first to comment on "A Benção do Lugar"

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*