Assim era o Natal

Acho e sempre achei o natal uma festa maravilhosa. Dizem alguns que é uma época triste. Eu penso o contrário, pois a alegria está no ar e cabe a cada um aproveitá-la. Quando menino, não tinha quase nada material, somente a alegria, o amor e a amizade das pessoas. Mesmo assim, eu achava o natal maravilhoso! Não existia a loucura do celular com o Whatsapp, da internet. A televisão era mais humana e era a rainha soberana nos dias que antecediam o natal, com propagandas e programas que, feitos ao vivo, embora sem o recurso tecnológico dos dias de hoje, eram de emocionar o telespectador.

A TV Record, conhecida na época como canal 7, e a TV Tupy, como canal 4, nos colocavam conectados com o que havia de novidade no comércio e no mundo do imaginário e do entretenimento. As manhãs eram cheias de vidas, com o programa “Pim-pam-pum”, patrocinado pelos brinquedos Estrela (daqueles brinquedos que “falavam” a língua portuguesa e não a língua chinesa). Os palhaços Pimentinha, Arrelia e o apresentador Dorival de Sousa nos entretinham nas manhãs e nos programas que antecediam o natal.

A TV Tupi, Canal 4, tinha o show de natal com o programa “Grandes Atrações PIRANI”. A TV Record, Canal 7, apresentava o programa “Astros Disco”, também com produção especial para o natal. À noite, a beleza de Idalina de Oliveira, Neide Alexandre e outras divas davam um colorido aos anúncios das lojas que eram o top na capital paulista. Era lindo ver a propaganda das Lojas Pinani (“A gigante da Celso Garcia”) e de São Paulo; da Loja DUCAL, da RENNER,  do MAPPIN e o inesquecível jingle da empresa área VARIG, que era o que mais estava presente em todas as emissoras de rádio e de televisão, com a música: estrela brasileira no céu azul, iluminando de norte a sul/Mensagem de amor e paz, nasceu Jesus, chegou o natal/Papai Noel voando a jato pelo céu, trazendo um natal de felicidade/E um ano novo cheio de prosperidade/Varig, Varig, Varig.”

Que neste natal, o amor, a saúde, a amizade, a lealdade venham voando pelas asas de seu “eu” maior, e tragam um natal de felicidade e um ano novo cheio de prosperidade! Assim seja, assim seja, assim seja!

 

========================================================================
DSC03608AAA

 

João Carlos Teixeira Gonçalves é professor dos Cursos de Comunicação da Universidade Metodista de Piracicaba. Esta coluna e as anteriores podem ser lidas no site: www.diariodo engenho.com. br

 



advertisement

Be the first to comment on "Assim era o Natal"

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*