Exposição sobre Dom Evaristo Arns sofre ameaças.

 

O site da Rede Brasil Atual noticiou nesta quarta-feira (27) que a exposição “Ocupação de Dom Paulo Evaristo Arns” – a ser realizada no no Centro Cultural dos Correios, região central da capital paulista, de 14 de julho a 16 de setembro – vem sofrendo ameaças de grupos que querem a volta da ditadura militar no país.

Ainda de acordo com o site,  as jornalistas Evanize Sydow e Marilda Ferri – autoras da biografia Dom Paulo: um homem amado e perseguido (Expressão Popular), relançado em 2017 – demonstraram em nota estupefação em relação às ameaças, e reafirmaram que, diante de “manifestações que defendem a volta de um regime autoritário, que traz consigo os desmandos que já assistimos recentemente na história do Brasil, não podemos deixar de nos indignar com tamanha violência”.

E completam dizendo:

“Nenhum ato de violência nos impedirá de levar adiante o legado de dom Paulo. Coragem! Esperança sempre!”, acrescentam, citando expressões usadas pelo religioso, que morreu em dezembro de 2016.

A organização da exposição reforça que a ocupação é um ato de coragem e resistência que envolve uma equipe de mais de 60 pessoas trabalhando dia e noite para que o evento seja uma oportunidade de apresentar, especialmente para jovens, de forma lúdica e interativa, conceitos importantes para qualquer sociedade: o respeito à democracia e aos direitos humanos, que tanto dom Paulo defendeu.

Para saber mais:

Exposição sobre Dom Paulo sofre ameaça: ‘Não vão nos impedir’

Be the first to comment on "Exposição sobre Dom Evaristo Arns sofre ameaças."

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*