“Cidades Visíveis” reúne artes e artistas!

Instalação “Cidades Visíveis” acontece neste sábado, dia 16, às 20h, no Ateliê Rocco Caputo.

Pintura, música, literatura, escultura, fotografia e – de quebra – filosofia. Tudo junto e bem misturado. É isso o que a instalação “Cidades Visíveis” irá oferecer ao público piracicabano neste sábado, dia 16, a partir das 20h, no ateliê Rocco Caputo.

Reunindo artistas e pensadores de diferentes linguagens artísticas, a instalação tem inspiração no livro “Cidades Invisíveis,” do escritor italiano Ítalo Calvino, indo – no entanto – um pouco na contra-mão do que o escritor propõe.

No livro, Calvino descreve cidades e cidadãos imaginários (invisíveis), fazendo sua crítica às cidades por meio dessa metáfora genial. A instalação “Cidades Visíveis” inverte isso, propondo olhares visíveis sobre seres/fatos/elementos reais/concretos que, todavia, passam invisíveis ao olhar diário das pessoas nas cidades.

Para tanto, a instalação conta com as obras de: Alexandre Bragion (literatura), Jean Goldenbaum (música), Chico Crócomo (escultura), Oliver Mann (fotografia), Rocco Caputo (pintura) e com a intervenção filosófica de Adelino de Oliveira.

A proposta do evento é que as pessoas passeiem por todos os cantos da casa/ateliê onde acontecerá a instalação e encontrem aqui e ali, nesse ou naquele canto, uma ou outra obra a chamar a atenção dos olhos. Enquanto isso, a música de Jean Goldenbaum poderá também ser ouvida: um violinista e um violista tocarão em primeira audição o dueto “Dizemos Não ao Fascismo no Brasil” – composto por Goldenbaum especialmente para esse encontro.

O ateliê de Rocco Caputo fica na rua Gomes Carneiro, 1503. A entrada é franca!

 

 

Be the first to comment on "“Cidades Visíveis” reúne artes e artistas!"

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*